Like this post
"I think about dying but I don’t want to die. Not even close. In fact my problem is the complete opposite. I want to live, I want to escape. I feel trapped and bored and claustrophobic. There’s so much to see and so much to do but I somehow still find myself doing nothing at all. I’m still here in this metaphorical bubble of existence and I can’t quite figure out what the hell I’m doing or how to get out of it."
Matty Healy (via ehtes)

(Fonte: fallingforthematty, via nakedly)

Like this post
"There are some people, I’m kinda glad I’m not close with anymore"

lesbianvenom:

i hate when people complain about how technology is “ruining everything.” i have over 200 pictures of my dog on my phone and i can send them to my friends when they are sad. how is that ruining anything. why do you hate happiness

(via selenastiles)

"Mas eu nunca quis ser daquelas garotas que se trancam no quarto e choram ao som de músicas de amor. Eu nunca quis ser daquelas dramáticas. Na verdade, eu sempre quis ser daquelas duronas, que no fim sempre acabam sendo amolecidas. É uma visão romântica, de toda forma, certo? Eu só queria ser diferente. Talvez eu fosse. Mas você me pegou desprevenida, me revirou toda e hoje aqui estou eu, no meu quarto, sendo mais um clichê de garota com o coração partido."
Clichê
"Eu joguei sim, desconversei, fiz cena. É que não queria você me rejeitando de cara. Mas se dei a entender que eu não passava de um brinquedo, desculpa, me expressei errado. Agora me resta ouvir as canções que jurei ódio e não posso passar as faixas românticas, pois perdi o manual de instruções do aparelho de som no meu ouvido interno. Na fossa, não conte com seus amigos, ouça música, elas são o melhor ombro."
Gabito Nunes.    (via clamam)

(Fonte: s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r, via clamam)

© THEME MAFIOSO